Banco de Recursos · Diario · Textos de Apoio

1 de Maio, dia do trabalhador

1 de Maio de 1886, uma manifestação de trabalhadores pelas ruas de Chicago, reivindicando a redução da jornada de trabalho para 8h diárias, marca o início de uma nova época para os trabalhadores. Os dias que se seguiram foram marcados por greves e escaramuças.

Mas este movimento intensifica-se quando a II Internacional Operária, de 20 de Junho de 1889, reunida em Paris, decidiu convocar anualmente uma manifestação com o objetivo de lutar pela jornada de trabalho de 8h. A data escolhida foi 1 de Maio em homenagem às vítimas das manifestações de Chicago.

Será a 23 de Abril de 1919 que o Senado francês retifica a jornada para as 8h diárias e proclama feriado o dia 1 de Maio daquele ano. O mesmo aconteceu em 1920 na antiga União Soviética e posteriormente noutros países.

No nosso país, só em Maio de 1974, após a Revolução dos Cravos, é que se voltou a comemorar livremente o 1 de Maio e este passou a ser feriado. Durante o Estado Novo, as comemorações eram reprimidas pela polícia.

O dia mundial dos trabalhadores é comemorado em todo o país com manifestações, comícios e festas de carácter reivindicativo, promovidas pelas centrais sindicais CGTP e UGT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *