Banco de Recursos

Corseletes, a febre feminina do século XVIII

Tightlacing, ou apertamento de laço numa tradução literal, é o nome dado à prática de usar um corset ou espartilho devidamente estruturado, por longos períodos, no intuito de alterar a silhueta reduzindo a cintura. O corset exerce uma forte pressão na região da cintura, o que faz as costelas se reacomodarem, diminuindo efetivamente a cintura.

O Tightlacing tornou-se popular no final do século XVIII. Contudo, a mudança da modelagem francesa na vestimenta foi acompanhada pela diminuição do laço apertado, na França pelo menos. O corset foi visto como símbolo de uma aristocracia decadente. Napoleão descreveu o corset como “o assassino da raça humana”. Tal ideia espalhou-se pela França, e os corsets tornaram-se mais curtos, ou foram abandonados completamente.

Tal ideia retornaria com força na Inglaterra vitoriana e nas pin-ups dos anos 40, 50 e 60 do século XX, já com finalidades fetichistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *