Diario

Não é esquisito?

Ando pensativa… o tempo é uma coisa esquisita… Pensativa!

Não é esquisito o tempo que um bolo leva a cozer no forno?

Não é curioso que haja tanta coisa a fazer depois de o bolo estar cozido?

E antes que a mãe nos dê a tigela e a colher a lamber?

E não é esquisito a rapidez com que o bolo desaparece???

O tempo…

O tempo é muito importante ao falarmos de História. Marcamos as datas consoante os acontecimentos foram antes ou depois do nascimento de Cristo (aC / dC).

O dia é um período de luz solar, seguido de um período noturno. É o período de tempo que a terra demora a rodar uma vez sobre o seu próprio eixo.

A palavra semana vem do latim septimana e significa sete manhãs. Uma semana é, então, uma sequência de sete dias. Segundo a bíblia, Deus criou o mundo em seis dias e descansou no sétimo. O ciclo lunar tem tem cerca de 29,5 dias, ou seja, pouco mais de quatro semanas.

Os meses são, grosso modo, uma sequência completa de quatro fases lunares. Os romanos começaram a usar, no século VIII aC, um calendário de dez meses, baseado nos ciclos da lua e com nomes de números. Este calendário deixava de fora 60 dias, pelo que se somaram Januarius e Februarius ao final do ano. Em 46 aC, o imperador Júlio César ignorou os ciclos da lua e os meses passaram a ser de 30 ou 31 dias – exceto Februarius, que passou a conter os restantes: 28, e, de quatro em quatro anos, 29. Mais tarde, tornou Januarius no primeiro mês do ano.

Um ano é o período de tempo que a terra demora a realizar a sua órbita à volta do sol – 365,242199 dias. Ao acrescentar um dia a cada quatro anos, alcança-se a média de 365,25 dias, bastante próximo da realidade.

Um século é o período de 100 anos!!! Ufa!!! Tantos anos!!!

Isto do tempo é mesmo esquisito, não acham!?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *